29 de abr de 2016

A um mês da exposição, Gir Leiteiro ainda não confirmou participação na Expogoiás

A Expogoiás já foi uma das grandes exposições de gir leiteiro
do Brasil, com animais de criadores de várias partes do país

A exposição de maio em Goiânia e a mais tradicional do estado e este ano o gir leiteiro corre o risco de ficar de fora


Prevista para o próximo mês de maio, a 7ª exposição de Gir Leiteiro do Estado de Goiás, que deverá acontecer durante a Expogoiás, a maior festa agropecuária do Estado de Goiás, ainda não foi confirmada pelo site da Abcgil e não se ouve ninguém falando no estado de que haverá exposição de gir leiteiro em Goiânia.

A exposição de gir leiteiro em Goiás vem perdendo força e está quase certo de que poderá não acontecer. A entidade local do gir leiteiro esta com as portas fechadas há muito tempo e até já perdeu o direito de usar o espaço no parque Agropecuário.

O presidente da Agcgil – Associação Goiana dos Criadores de Gir Leiteiro - é Amarildo Pires, criador na cidade de Bela Vista, que já revelou que não tem tempo para se ocupar da associação.

A Agcgil foi fundada em 6 de julho de 2013, em Uberaba, numa solenidade na sala da presidência sob os aplausos de Sílvio Queiroz, então presidente da Abcgil. O mandato da atual diretoria é de dois anos e deveria ter sido renovado em julho de 2015. Não houve convocação e, portanto, está irregular.

A Associação dos leiteiros de Goiás surgiu logo após a crise da Girgoiás e foi, à época, uma solução para a briga política da Girgoiás. Para isso, foi articulada uma chapa de fundação da Agcgil com nomes de peso, como Leo Machado, José Mário Abdo e Dilson Cordeiro estão nessa diretoria. Foi uma união entre os criadores de Goiás e a turma do entorno de Brasília. Mas nem com toda essa importância de nomes não foi suficiente para a entidade sobreviver. Alguns membros da entidade reclamam que essa diretoria nunca fez sequer uma reunião para tratar dos interesses da categoria.

Veja quem são os diretores da Acgil:

Presidente: Amarildo Gonçalves Pires
1º Vice-presidente: José Naves de Ávila Neto
2º vice-presidente: Leo Machado
3º vice-presidente: José Mário Abdo
4º Vice-presidente: Renan Salgado de Oliveira
Secretário: Carlos Eduardo Bezerra (Dudu Bezerra)
Tesoureiro: Lúcio Dias de Oliveira
Diretor Jurídico: Jairo Faleiro
Conselheiros fiscais: Naim Assef, Dílson Cordeiro e Rogério Omar Corrêa
Suplentes do Conselho fiscal: Milene de Aguiar do Prado de Menezes, Bruno Anderson Tannous Pires e Gabriel Marinho VillaVerde de Carvalho
Comitê de Marketing: José Eustáquio de Menezes




Nenhum comentário: