2 de mai de 2016

Confirmado: não haverá gir leiteiro na Expogoiás

Bruno Anderson, da Agcgil

Depois de seis exposições ranqueadas, a Expogoiás de 2016 não mostrará os exemplares da raça em Goiânia.


A confirmação de que não haverá exposição de gir leiteiro na Expogoiás, em Goiânia, e do diretor da Agcgil – Associação Goiana dos Criadores de Gir Leiteiro -, Bruno Anderson, da Fazenda Tamburil.

Segundo ele, os possíveis expositores de Goiânia preferiram ir para a exposição de Franca (SP), cuja data será a mesma de Goiás e alega também que o valor da argola em Goiânia “é alta demais”.


Lamentável que Goiânia tenha perdido totalmente a atração e os criadores preferem andar 600 km para participar da feira paulista e deixa a capital do Estado de Goiás sem exposição de gir leiteiro. Isso é uma demonstração a falta de união e organização dos criadores de Goiás, principalmente seu dirigentes, em conseguir negociar com a SGPA – Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (promotora da Expogoiás) para garantir a presença da raça no parque de Exposição da capital.

Goiás já fez memoráveis exposições ao longo da sua história. Inclusive a primeira exposição ranqueada do Gir Leiteiro contou com a presença de vários criadores locais e vários criadores de outros estados.

Isso tudo reflete a falta de entidades fortes e atuantes. O estado viu o desmonte de organizações históricas, como a Girgoiás e depois viu morrer uma outra entidade que havia acabo de nascer, que foi a Agcgil. O Gir Leiteiro em Goiás clama por lideranças que sejam capazes de tirar a raça dessa situação de total abandono institucional.

29 de abr de 2016

A um mês da exposição, Gir Leiteiro ainda não confirmou participação na Expogoiás

A Expogoiás já foi uma das grandes exposições de gir leiteiro
do Brasil, com animais de criadores de várias partes do país

A exposição de maio em Goiânia e a mais tradicional do estado e este ano o gir leiteiro corre o risco de ficar de fora


Prevista para o próximo mês de maio, a 7ª exposição de Gir Leiteiro do Estado de Goiás, que deverá acontecer durante a Expogoiás, a maior festa agropecuária do Estado de Goiás, ainda não foi confirmada pelo site da Abcgil e não se ouve ninguém falando no estado de que haverá exposição de gir leiteiro em Goiânia.

A exposição de gir leiteiro em Goiás vem perdendo força e está quase certo de que poderá não acontecer. A entidade local do gir leiteiro esta com as portas fechadas há muito tempo e até já perdeu o direito de usar o espaço no parque Agropecuário.

O presidente da Agcgil – Associação Goiana dos Criadores de Gir Leiteiro - é Amarildo Pires, criador na cidade de Bela Vista, que já revelou que não tem tempo para se ocupar da associação.

A Agcgil foi fundada em 6 de julho de 2013, em Uberaba, numa solenidade na sala da presidência sob os aplausos de Sílvio Queiroz, então presidente da Abcgil. O mandato da atual diretoria é de dois anos e deveria ter sido renovado em julho de 2015. Não houve convocação e, portanto, está irregular.

A Associação dos leiteiros de Goiás surgiu logo após a crise da Girgoiás e foi, à época, uma solução para a briga política da Girgoiás. Para isso, foi articulada uma chapa de fundação da Agcgil com nomes de peso, como Leo Machado, José Mário Abdo e Dilson Cordeiro estão nessa diretoria. Foi uma união entre os criadores de Goiás e a turma do entorno de Brasília. Mas nem com toda essa importância de nomes não foi suficiente para a entidade sobreviver. Alguns membros da entidade reclamam que essa diretoria nunca fez sequer uma reunião para tratar dos interesses da categoria.

Veja quem são os diretores da Acgil:

Presidente: Amarildo Gonçalves Pires
1º Vice-presidente: José Naves de Ávila Neto
2º vice-presidente: Leo Machado
3º vice-presidente: José Mário Abdo
4º Vice-presidente: Renan Salgado de Oliveira
Secretário: Carlos Eduardo Bezerra (Dudu Bezerra)
Tesoureiro: Lúcio Dias de Oliveira
Diretor Jurídico: Jairo Faleiro
Conselheiros fiscais: Naim Assef, Dílson Cordeiro e Rogério Omar Corrêa
Suplentes do Conselho fiscal: Milene de Aguiar do Prado de Menezes, Bruno Anderson Tannous Pires e Gabriel Marinho VillaVerde de Carvalho
Comitê de Marketing: José Eustáquio de Menezes




Expozebu terá apenas seis leilões de Gir Leiteiro

Este ano a agenda comercial do gir leiteiro está bastante modesta, bem diferente dos anos anteriores


O Gir Leiteiro mantem firme na sua programação comercial na Expozebu. Claro sem aquela superoferta de animais como nos anos anteriores, em que houve até dois leilões por dia.

Este ano, segundo a programação da Abcz, publicada no site da entidade, serão apenas seis leilões, alguns tradicionais que existem há décadas, como o Tradição Gir Leiteiro, que irá para sua 25ª edição e o leilão da Epamig.

Mas estão resistindo o leilão Puro de Origem, o da Fazenda Mutum, o Progregir e o caminho das índias.

Sem LRP

Também será a primeira Expozebu sem Luiz Ronaldo de Paula, assessor do gir leiteiro, que faleceu ano passado vítima de acidente de carro. Luiz Ronaldo era uma atração à parte com os seus comentários e seu conhecimento sobre a raça.

Veja a programação:

Dia 30/04:
Leilão Puro de Origem

Dia 01/05:
Leilão Genética Campeã Fazenda Mutum e Convidados


Dia 02/05:
Leilão Progregir

Dia 03/05:
25º Leilão Tradição Gir Leiteiro

Dia 04/05:
Leilão gir leiteiro Epamig

Dia 05/05:
Leilão Caminhos da índias



Gir dupla aptidão não participará da Expozebu

José Luiz Junqueira barros,
o Bi, da Fazenda Café Velho,
de Cravinhos (SP)
Foto: Rosimar Silva

Por falta de criadores e animais suficientes para justificar um jurado, a Abcz resolve cancelar o julgamento do Gir Dupla Aptidão


Os tempos são realmente de crise na raça gir no Brasil. As médias de preços baixaram, a procura diminuiu e a disputa nas entidades reforça a tese de que não há união entre os criadores.

2016 entrará para a história do Gir Dupla Aptidão como sendo o ano em não haverá nenhuma representação da “raça” na Expozebu. O único que havia preparado gado para participar, inclusive com inscrições pagas, foi José Luiz Junqueira Barros, o Bi, da Fazenda Café Velho, de Cravinhos (SP).  

Bi nem embargou seu gado para Uberaba depois que ficou sabendo que a Abcz não disponibilizará juiz para julgar o Gir Dupla Aptidão por falta de animais na pista.

Gir Dupla Aptidão sem representação na Expozebu; Gir Leiteiro trocando acusações nas redes sociais e a raça passando por mais uma crise. Alías, o Gir nacional está perito em crises.

Reclamação

José Luiz Junqueira Barros disse que está triste em ver a raça nessa situação. “No meu caso, que sou criador de Gir Dupla Aptidão, a tristeza maior é de ver nossa entidade, a Assogir, não fazer nada pela raça; não promover a raça; não agregar os criadores; não estimular a participação em exposições, principalmente a Expozebu”.

José Sab Neto (presidente da Assogir) e
José Luiz Junqueira Barros são criadores de
Gir Dupla Aptidão

Segundo ele, “lamento dizer isso, mas nosso presidente, que é meu amigo, não fez nada para levar animais para a Expozebu, não liga para os criadores, não apela para a importância de comparecer a essa que é a maior exposição de zebu do mundo”.  Contrariado, Bi alfineta o presidente José Sab Neto: “a Assogir limita-se a ser um buteco durante a Expozebu e mais nada”.

A participação do Gir Dupla Aptidão na Expozebu nos últimos anos tem se limitado a um número reduzido de animais; representando muito mais um heroísmo de alguns do que uma estratégia de seleção da raça. Se os criadores de Gir Leiteiro estão cortando na carne para ver quem comanda a Abcgil, entre os criadores de Dupla Aptidão paira uma descrença com exposições e até os encontros entre os criadores diminuíram drasticamente e não existe uma entidade que formule ações para tirar o seguimento da crise.

O Gir Leiteiro, com toda a crise que ameaça suas estruturas, ainda tem como bandeiras e ações o teste de progênie, a prova de leite, as exposições ranqueadas e os torneios leiteiros que lhe oferece uma visibilidade razoável. Já o Gir Dupla Aptidão não tem nada. Por isso é compreensível a tristeza do criador José Luiz Junqueira Barros, que foi um grande entusiasta na seleção de animais caracterizados e leiteiro.

Crise financeira

Por sua vez, o presidente da Assogir se defende dizendo que ninguém quer fazer exposição em Uberaba em “função da crise financeira”. Segundo ele, está tudo muito caro e que só “os ricos podem arcar com as despesas para participar da Expozebu, que tem preço alto da argola, custo alto com tratadores, custo alto de hospedagem e custo alto para a preparação dos animais”.  


Para José Sab Neto, "a expozebu se transformou numa exposição fria, quase ninguém nem sabe que existe, não houve mobilização por parte da Abcz e a crise pegou todo mundo, veja que quase não haverá leilão de gir, uma demonstração de que os negócios também não estão bem”.  Girbrasil apurou no site da Abcz que estão programados apenas seis leilões de gir leiteiro, do dia 30 de abril até o dia 5 de maio, um por dia.

Sobre transformar a Assogir num buteco durante a Expozebu, José Sab Neto se defende dizendo que a entidade "é um ponto de encontro dos criadores, inclusive de gir Leiteiro, e que isso não tem nada a ver com o fato de ter ou não ter gir dupla aptidão no parque de exposições".

Por fim, José Neto disse que o criador José Luiz Junqueira Barros, “que tem condições plenas de participar de uma exposição como a Expozebu, poderia, pelos menos levar o seu gado para mostrar aos visitantes, mesmo que não fosse participar de julgamentos, já era uma coisa boa pra raça”, finaliza.

28 de abr de 2016

73ª Exposição Agropecuária e Industrial de Curvelo

Parque de exposições de Curvelo
Curvelo é conhecida por ter um dos mais belos parques de exposição do Brasil. Fiel à arquitetura da primeira metade do século XX, o Parque Antônio Ernesto de Salvo oferece conforto, comodidade e praticidade ao gado exposto e aos expositores, fazendo, desse modo, com que a Exposição Agropecuária E Industrial De Curvelo seja uma das mais importantes vitrines do agronegócio em Minas e no Brasil.

Em 2016, a 73ª Exposição Agropecuária E Industrial De Curvelo também será a V Exposição Regional do Gir Leiteiro de Curvelo, dessa vez organizada pelo Núcleo dos Criadores de Gir do Centro Norte de Minas, agora sob a administração do atuante criador Marco Paulo Quirino Costa, presidente da entidade.

Marco Paulo Quirino
Marco Paulo espera contar com a adesão de criadores de todo Brasil, que têm manifestado interesse em participar dessa belíssima festa. A raça Gir, como sempre será privilegiada, 

Troféu Matriz
modelo
Veja algumas das principais atrações:
  • Casa do Gir: ponto de encontro dos criadores, local confortável e aconchegante, onde será servido bebidas e tira-gostos.
  • Tenda na pista de julgamento: local reservado para acompanhar os julgamentos, será servido chopp para os espectadores.
  • Concurso Leiteiro: premiação de R$ 3.000,00 para a vaca Grande Campeã.
  • Concurso Matriz Modelo: uma comissão de jurados especiais elegerá duas matrizes consideradas modelo de vaca Gir, com premiação durante o leilão Maravilhas do Cerrado.

Vanessa Lima e João Guilherme Pitangui, promotores do
Leilão Maravilhas do Cerrado
Além da exposição, faz parte da programação o prestigiado Leilão Maravilhas do Cerrado, promovido por João Guilherme Maldini Pitanguy e Vanessa Barata Lima, que acontecerá na noite de sexta-feira, 13 de maio, na Fazenda Santo Antônio. Este evento já faz parte da agenda nacional do Gir, estando em sua quarta edição, e cada vez mais concorrido.





Segue programação da exposição:

Entrada dos animais
De 09 a 10/05/2016

10/05/2016 (terça-feira):
14h – 1ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro;
22h – 2ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro;

11/05/2016 (quarta-feira):
DATA-BASE
06h – 3ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro;
14h - 4ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro;
22h – 5ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro.

12/05/2016 (quinta-feira):
06h – 6ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro;
06h – Julgamento dos animais da raça Gir;
14h – 7ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro;
15h - Ultrassom dos animais da raça Gir Leiteiro;
18h - Esgota dos animais do Torneio Gado Leiteiro;
22h - 8ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro.
22h – Show regional

13/05/2016 (sexta-feira):
06h – 9ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro;
06h - Pesagem oficial Torneio Gado Leiteiro – 1ª ordenha;
06h – Julgamento dos animais da raça Gir
10h - ABERTURA OFICIAL
14h – 10ª ordenha dos animais da raça Gir Leiteiro;
14h – Pesagem oficial Torneio Gado Leiteiro – 2ª ordenha;
17h – Concurso Matriz Modelo Raça Gir
20h – IV Leilão Maravilhas do Cerrado Gir EVA e Convidados
Local: Fazenda Santo Antônio / Curvelo/MG
20:15h – Entrega da premiação Matriz Modelo Raça Gir
Local: Fazenda Santo Antônio / Curvelo/MG
20:30h – Homenagem ao patrono do Gir
Local: Fazenda Santo Antônio / Curvelo/MG
22h – Pesagem oficial Torneio Gado Leiteiro – 3ª ordenha;
23h – Show Zé Felipe

14/05/2016 (sábado):
06h – Pesagem Oficial Torneio Gado Leiteiro – 4ª ordenha;
06h – Julgamento dos animais da raça Gir;
06h – Julgamento dos animais Gado Leiteiro;
12h – Almoço na Casa do Gir – CONVITE ESPECIAL
14h – Pesagem oficial Torneio Gado Leiteiro – 5ª ordenha;
22h – Pesagem oficial Torneio Gado Leiteiro – 6ª ordenha;
23h – Show Cabaré: Eduardo Costa e Leonardo;

15/05/2016 (domingo):
Após as 12h - Saída dos animais.

IMPORTANTE: Chamamos atenção para a necessidade de agendar o quanto antes sua hospedagem. Durante este período a procura por hotéis é muito grande.


Hotéis em Curvelo
HOTEL
ENDEREÇO
TELEFONE
OBSERVAÇÕES
Hotel Pontal Plaza
Avenida Othon Bezerra de Melo, 1610 - Bela Vista
(38) 3722-8001
(38) 3722-8005

Centerminas Palace Hotel
Avenida Othon Bezerra Mello, 1680 - Bela Vista
(38) 3722-5500

Hotel Marabá
Avenida Antonio Olinto, 201 - Centro
(38) 3721-4055

Pousada do Guca
Av. Santo Amaro, 676 - Passaginha

Hotel Travessia
Rua Juvenal Borges, 321 - Centro,
(38) 3721-7979

Hotel Sagarana
R. Barão Rio Branco, 218 - Centro




Para mais informações:


Núcleo de Criadores de Gir Centro Norte de Minas
Contato: Juliana Monteiro
Telefone: (38) 99877-6688


Vem aí mais uma bateria de touros provados do gir leiteiro

O Lançamento do Sumário do Gir Leiteiro é
um dos eventos mais concorridos da Expozebu
Foto: Rosimar Silva

O lançamento do Novo Sumário será durante a expozebu, no Triângulo Mineiro


A Embrapa Gado de Leite divulgará o 24º Sumário de touros do teste de progênie do Gir Leiteiro dia 4 de maio, quarta-feira, às 10:00, no salão nobre da Abcz, em Uberaba (MG).

O teste de progênie completará este ano 31 anos. Criado em 1985, o teste já testou 330 touros e outros 239 estão em avaliação. Segundo a Embrapa, o aumento na comercialização de sêmen do gir leiteiro supera os 700% se comparado ao inicio dos anos 80. Ainda segundo a Embrapa, a média de produção das filhas dos touros da última bateria gira em torno de 3,4 mil litros de leite por lactação.

A Embrapa também associa o aumento da produção de leite no Brasil ao melhoramento genético do Gir Leiteiro, pois “em 1985 o Brasil produzia 12,5 bilhões de quilos de leite. Atualmente a produção está acima dos 35 bilhões de quilos de leite”.


25 de abr de 2016

Ex-presidente acusa Abcgil de usar mal o dinheiro da entidade e atrapalhar o crescimento da raça

Eduardo Falcão, crítico ácido às administrações de
Sílvio Queiroz e José Afonso Bicalho na Abcgil

Eduardo Falcão não poupa críticas à entidade nacional do gir leiteiro e insinua que entidade compromete o teste de progênie


O desabafo está em um texto na pagina oficial da chapa 2- Renovar para Inovar, no facebook. Nele Eduardo Falcão acusa a Abcgil de colocar o PNMGL – Teste de Progênie – “em segundo plano”. Para o ex-presidente a entidade comandada por José Afonso Bicalho apostou suas fichas para “fazer vacas recordistas de torneio a base de remédios e divulgar isso como evolução”. Além dessa troca de prioridades, Eduardo Falcão critica também a administração financeira da entidade, que, segundo ele, “tinha credibilidade altíssima pela seriedade e responsabilidade com que se aplicavam os recursos próprios e de convênios duramente conseguidos em uma associação que não tem controle dos recursos”.

Eduardo Falcão é candidato a diretor da Abcz na chapa liderada por Arnaldo Borges, de Oposição, e na Abcgil ele apoia a chapa 2, cujo candidato a presidente é Ângelus Figueira, também de oposição.

Desfalque

Eduardo não se esquece de cutucar os gestores atuais acerca do desfalque que a ex-secretária executiva  Ana Cristina Navarro, juntamente com outro funcionário, deram na entidade, aqui bastante divulgado por Girbrasil. Para Eduardo, além de “ser desfalcada em valores extraordinários”, a Abcgil “não paga nem os controladores de leite do TP (Teste de Progênie) colocando todo processo de melhoramento em jogo”.

Venda de sêmen

Eduardo acusa a entidade dos leiteiros de ser a responsável pela queda na venda de sêmen no mercado nacional, que segundo ele, amargou uma quede de 41% na venda de sêmen no último ano (2015).

Indignado com esse quadro, Eduardo Falcão lamenta: “e ainda querem continuar...” Uma clara crítica à chapa 1, liderada por Kinkão que é o atual vice-presidente da entidade.

Além das críticas e acusações, Eduardo Falcão também denuncia que a entidade não está fazendo o acompanhamento linear nas fazendas e cita o próprio exemplo. Ele informa que somente “após muita reclamação”, a entidade visitou a sua fazenda para esse acompanhamento, mas que foram quatro anos sem esse acompanhamento.

Sobre essas importantes informações colhidas na fazenda, ele faz a uma pergunta estarrecedora: “Só queria saber de onde estão tirando os dados pra fazer o Sumário?”

E arrisca uma resposta: “Deve ser nas pistas de exposição!”, mais uma crítica a inversão de prioridades da entidade.

Eduardo aproveita para dizer também do estado precária das finanças da entidade: “Ano passado ficaram ligando para os donos das fazendas colaboradoras do único telefone que não estava cortado na associação pra pegar as pesagens direto com eles, pois os controladores não passaram as pesagens porque não tinham recebido da ABCGIL, para rodar o teste”.

Vaidade

Eduardo Falcão faz uma confissão: “Tenho profunda decepção e tristeza em ver o que fizeram com a ABCGIL, simplesmente por vaidade e ego”.

Para justificar sua afirmação de que a entidade está tomada por vaidades, eles diz que a entidade (na administração de Sílvio Queiroz) pegou dinheiro emprestado em bancos, a juros altos, “para terminar uma sede pra poder ter seus nomes na plaquinha de inauguração, comprometendo o bem estar financeiro da entidade”.

Depois de destilar tantas críticas e acusações, Eduardo Falcão encerra seu desabafo afirmando que os atuais dirigentes estão tomados por vaidades e “outras coisas mais que não cabe dizer aqui”.

Essas “outras coisas” podem ser graves. Quem sabe em outro momento Eduardo Falcão não revela o que ele entende por “outras coisas”, as quais, com certeza, são mais graves que o quê foi dito.


17 de abr de 2016

Disputa na Abcgil é bom para a entidade

Criadores em frente a Abcgil, em 2012, no dia da
inauguração da nova sede dentro do
Parque de Exposições, em Uberaba

Reforça a discussão de metas, projetos e compromissos e ainda reforça o caixa da entidade; inadimplente não vota.


O fato de ter duas chapas não é um negócio ruim para a Abcgil. Dependendo de como será conduzida a campanha, será um desastre para a relação entre os criadores, mas a entidade institucionalmente ganha com isso.

Ganha com a discussão politica; ganha com a participação de novas lideranças; ganha com a discussão sobre os reais objetivos da entidade e ganha com a renovação dos compromissos.

A oposição tem que dizer pra que veio; por que é contra; quais são seus planos, suas propostas e ações. A situação, por sua vez, tem a obrigação de dizer por que está tudo bem, ou se não está, o que propõe de mudança e assim cresce a possibilidade de avanços na entidade.

Dinheiro

Do ponto de vista financeiro, é uma boa também. Com a disputa, mais pessoas se interessam em participar e para votar, ou emitir procuração, tem que estar em dia. Assim sendo, mais grana no bolso da entidade, mais dinheiro para sua sobrevivência, qual quer que seja o ganhador, por ele tanto a situação, como a situação, precisará de dinheiro para realizar suas promessas.

O que realmente precisa é saber diferenciar o pessoal do institucional. Todo mundo tem direito de escolher o lado que acha melhor. Ninguém é melhor, ou pior. Exercer a democracia é a coisa mais difícil; quem mais perde nessa fragilidade política das disputas são as relações pessoais.

Mesmo com essas possíveis perdas, a entidade sai ganhando. Vamos ver se a raça ganha alguma coisa.

16 de abr de 2016

ARTIGO: 2015, o ano para o gir leiteiro esquecer

Por Rosimar Silva



O ano de 2015 apenas confirmou a tendência de queda do gir leiteiro iniciado em 2013. Foram poucos leilões, exposições esvaziadas, crises nas entidades e a morte de sua principal personalidade.



A pecuária seletiva confirma sua característica cíclica e o gir leiteiro, em 2015, confirmou que seu momento de esplendor já passou e agora a luta é pela sobrevivência de alguns criadores e selecionadores.
Aquele glamour de 2010 acabou. O momento é de baixa. O mercado retraiu e as médias dos leilões despencaram. Mesmo assim ainda é cedo para dizer se o crescimento do gir leiteiro foi realmente uma bolha (como muitos afirmaram) e que estourou, ou está em vias de estourar. Provavelmente o avanço do gir leiteiro em sua seleção não permitirá que seu crescimento econômico tenha sido uma bolha, mas um balão que agora está diminuindo de tamanho sem, conduto, explodir. Espera-se.
A retração de crescimento da raça coincidiu com a crise econômica do país e o aumento dos custos afastou o criador das exposições. Para se ter uma ideia, a maior exposição da raça não foi, por exemplo, nem na Expozebu (a Meca do zebu mundial), nem na tradicional exposição nacional do gir leiteiro, também em Uberaba, mas em uma pequena cidade do interior de Minas, Pompéu. Em várias outras cidades, também tradicionais, o número de animais em exposição e, consequentemente, na pista de julgamento, despencou e em grande parte delas o número de animais foi o suficiente apenas para garantir o ranqueamento.
As entidades da raça também perderam força e ainda por cima a Abcgil, a entidade mãe da raça, com sede em Uberaba, foi obrigada a administrar uma crise financeira provocada por um rombo em suas contas causada por desvios praticados por funcionários. Para completar o desastre institucional da entidade, o seu presidente foi condenado pela justiça federal a 5 anos e 8 meses de prisão por irregularidades no período em que foi presidente do Banco do Estado de Minas Gerais. Se não bastasse, Bicalho ainda é réu no Mensalão Mineiro, acusado de corrupção pelo Ministério Público, cuja sentença ainda não saiu, mas pode ser outra surpresa na vida do presidente.
Por fim, um acidente trágico tira a vida de Luiz Ronaldo de Paula, a maior voz do Gir leiteiro do Brasil e da América Latina. A morte de Luiz Ronaldo foi um duro golpe no Gir Leiteiro, pois ele era a maior personalidade da raça, reconhecido como o maior e melhor assessor de leilões do gir leiteiro, com prestígio e credibilidade. A sua morte tornou os leilões enfadonhos e sem graça. Luiz Ronaldo levou o gir leiteiro para a televisão e com ele viveu sua glamourização; deu personalidade e status para o gir leiteiro e fez a elite da pecuária nacional entrar na raça. Agora com sua morte e sem sucessor, está decretado o fim do ciclo de ouro do Gir Leiteiro.
Conduto, mesmo com um cenário negativo, ainda existe luz no fim do túnel. Ao mesmo tempo em que ouve o crescimento econômico da raça, houve também melhoramento genético e isso é o grande capital do gir leiteiro. Esse avanço é, sem sombra de dúvidas, a carta da manga dos criadores e selecionadores comprometidos com a raça. A crise passará. A raça é forte e está preparada para esses percalços. Os verdadeiros criadores e selecionadores vão continuar seguindo a saga do gir no Brasil, com, ou sem, a ajuda das suas entidades e lideranças. Se tiver melhor, mas a vida segue nos inúmeros currais desse imenso Brasil.
Isso tudo fará, não tenho dúvidas, com que haja mudanças de rumos, de estratégias e de metas. A busca agora é para a sustentabilidade da raça como fornecedora de genética de ponta para a produção de vacas leiteiras, economicamente viáveis, tanto como raça pura, como para o cruzamento (a grande missão do gir no Brasil). Com isso, mudam-se os paradigmas. Sai a superlactação e os recordes mundiais e entram as provas de leite a pasto, visando persistência de lactação e viabilidade econômica. O caminho já foi sinalizado. Agora é ajustar as velas e dar novo rumo à raça para que em um breve espaço de tempo o gir leiteiro volte a ser a grande revelação da pecuária leiteira nacional.



Jasdan promove Encontro das Raças

Lilico, Onofre, José Coelho Vitor e Maurício Cabo Verde,
agora de manhã na estância Jasdan

Criadores, selecionadores e amantes de gado Gir Leiteiro e Girolando já estão na Estância Jasdan


Onofre Ribeiro já recebe uma grande quantidade de gente na Estância Jasdan para ver o gado que irá a leilão logo mais apartir das 13:00 horas no Maquiné Park Hotel, bem ao lado da Estância Jasdan.

Não fique triste. Se você não pode ir ao Maquiné almoçar com Onofre e comprar no leilão, poderá ver tudo por meio da transmissão ao vivo pela internet no site da Central de Lances, com imagens em alta definição e em tempo real.

Aproveita e veja os lotes do leilão AQUI.

Veja também quem são os convidados de Onofre Ribeiro:

  • Alexandre Lopes Lacerda – Girolando Miraí
  • Aroldo Plínio Gonçalves – Fazenda Varjota
  • Carlos Adolfo Junqueira de Castro – Fazenda Cabo Verde e Batatal
  • Carlos Eduardo Durcercino – Fazenda Casa Branca
  • Carlos Cruz – Fazenda Aroeira
  • Edson Viana Dias – Fazenda Padre Bento
  • Ermelindo da Rocha Faria – Fazenda Santa Divisa
  • João Guilherme Pitangui e Vanessa Lima – Fazenda Santo Antônio
  • José Coelho Vitor – Fazenda São José do Can Can
  • Leonardo Saliba – Fazenda Gantagalo
  • Luis Eduardo Loureiro da Cunha – Fazenda Saco Danta
  • Nélio Brant Magalhães – Sadonana Agropecuária
  • Paulo Cezar Barreira Gir Leiteiro PRLB
  • Renato Cézar Pimenta – Fazenda Siqueira
  • Renato Rocha Lage -
  • Rodrigo Simões – Fazenda Lapa Vermelha
  • Walter Machado Júnior – Fazenda Sesmaia

15 de abr de 2016

Ex-presidente questiona a Abcgil

Trechos do ofício enviado pelo ex-presidente
à diretoria executiva da Abcgil

Eduardo Falcão, da Fazenda Silvânia, ex-presidente da Abcgil, envia oficio à diretoria executiva da entidade solicitando uma série de informações sobre a situação financeira e contábil da Abcgil. O oficio foi assinado no dia 11 de março.


Nos bastidores os apoiadores da chapa 2, de oposição na Abcgil, questionam a transparência da entidade na lida com os recursos financeiros da entidade e dizem que as irregularidades de desvio de dinheiro por parte de funcionários, descoberto recentemente, calculado em mais de R$ 400 mil, acontecia há muito tempo, deste as gestões anteriores à de José Afonso Bicalho.

Eduardo Falcão, em seu documento, pede informações sobre a quantidade de contas bancárias que a Abcgil mantem e em quais bancos; também quer saber quem são os funcionários que movimentam essas contas nos anos de 2011 a 1015; indaga sobre o salto atual dessas contas; quais são as dívidas a vencer até janeiro de 2016, especificado por fornecedor com “valor e data de vencimento, dia a dia e mês a mês?”; quer saber ainda sobre os créditos, “detalhando a origem do crédito e a data a ser creditado”; por fim, pergunta para a Abcgil “quem é a contabilidade contratada?” e “Quem é a Auditoria Contratada?”.

Até o dia sete de abril a Abcgil ainda não tinha respondido o ofício de Eduardo Falcão. Enviamos um e-mail ao André Rabelo, funcionário e coordenador da Prova de Leite da Abcgil perguntando sobre esse ofício, se seria respondido e quando. A Abcgil não quis se manifestar.

Girbrasil apurou que a Abcgil respondeu o ofício informando o valor de dinheiro em caixa, mas que foram informações insuficientes e “evasivas”, diz um interlocutor da chapa 2, de oposição, que pediu para não ser identificado.

Mídia social

O documento assinado por Eduardo Falcão foi distribuído por meio de grupos de criadores no WhatsApp, onde a discussão sobre os destinos da raça e da Abgcil são os preferidos dos participantes. Aliás, a campanha praticamente está concentrada nas redes sociais. Nesse quesito a chapa 2 leva ligeira vantagem, pois já tem uma página com o nome da chapa, “Renovar para Inovar”, no Facebook e publica diariamente as adesões à chapa.

A chapa 1, da situação, liderada pelo criador Kinkão, não tem nada ainda no Facebook, apenas kinkão tem sua página oficial, que ainda não foi utilizada para pedir votos na eleição da Abcgil. Ele já usou sua página para declarar apoio ao Fred, candidato a presidente na Abcz pela chapa da situação. A oposição na Abcz tem como candidato Arnaldinho, o preferido da maioria dos apoiadores da chapa 2, na Abcgil.

Resposta

Como a Abcgil preferiu não se manifestar sobre o caso, um diretor, que também pediu para não ser identificado, dize apenas que o local para reclamar e pedir esclarecimentos e na Assembleia da entidade. A próxima assembleia será no dia 5 de maio, dia da eleição da nova diretoria. 

14 de abr de 2016

Encontro das Raças na Jasdan

Maquiné Park Hotel, onde será realizado o leilão

Onofre prepara uma grande festa neste sábado para os amantes do Gir e do Girolando


A festa será durante o leilão Encontro das Raças, que tem será às 13:00 horas, no Maquiné Park Hotel, às margens da Br 040, na cidade mineira de Paraopeba, no recinto chique do hotel, no mesmo lugar onde se realiza o leilão da Jasdan, às margens de uma linda cascata. O leilão será misto, com animais das duas raças e Onofre convidou um poderoso time de convidados para venderem no leilão.

Onofre Ribeiro
O evento será transmitido ao vivo pelo site da Central de Lances, com imagens em HD em tempo real, “igualzinho televisão”, informa Onofre. Mas a festá irá começar pela manhã na Estância Jasdan, que fica ao lado do Hotel, com a apresentação dos animais nos currais da propriedade.

Os convidados do recinto vão poder almoçar no local do leilão “com um maravilhoso buffet do Maquiné Park Hotel, que tem uma cozinha classe A”, avisa Onofre.

Dinamarca Fiv da Jasdan (CA Sansão X Samanta TE – 6.862 kg)
Dinamarca

Entre os vários animais que Onofre Ribeiro irá ofertar nesta tarde, está a vaca gir Dinamarca Fiv da Jasdan (CA Sansão X Samanta TE – 6.862 kg), “uma linda filha do melhor touro da atualidade com uma das melhores e mais importantes doadoras da Estância Jasdan”, comenta Onofre. Para ele, “Samanta é um animal consagrado, inclusive com um clone em produção na nossa propriedade; primeiro selo Diamante concedido pela Abcgil; recordista de preço no leilão da Jasdan; mãe de várias campeãs de pista e torneio leiteiro e uma vaca com rara beleza racial”.

Segundo Onofre, “Dinamarca segue parida de macho do touro Vajuca, que está em teste de progênie na Embrapa Gado de Leite, com produção acumulado em 154 dias de 3.334 quilos de leite, em pesagem oficial realizada pela Abcz, tudo em manejo natural e sem super alimentação e uso de medicamentos”.

Veja os convidados de Onofre Ribeiro:


  • Alexandre Lopes Lacerda – Girolando Miraí
  • Aroldo Plínio Gonçalves – Fazenda Varjota
  • Carlos Adolfo Junqueira de Castro – Fazenda Cabo Verde e Batatal
  • Carlos Eduardo Durcercino – Fazenda Casa Branca
  • Carlos Cruz – Fazenda Aroeira
  • Edson Viana Dias – Fazenda Padre Bento
  • Ermelindo da Rocha Faria – Fazenda Santa Divisa
  • João Guilherme Pitangui e Vanessa Lima – Fazenda Santo Antônio
  • José Coelho Vitor – Fazenda São José do Can Can
  • Leonardo Saliba – Fazenda Gantagalo
  • Luis Eduardo Loureiro da Cunha – Fazenda Saco Danta
  • Nélio Brant Magalhães – Sadonana Agropecuária
  • Paulo Cezar Barreira Gir Leiteiro PRLB
  • Renato Cézar Pimenta – Fazenda Siqueira
  • Renato Rocha Lage -
  • Rodrigo Simões – Fazenda Lapa Vermelha
  • Walter Machado Júnior – Fazenda Sesmaia